Notícias

Você está em: Página Inicial > Imprensa > Notícias

Audiência Pública sobre o Plano de Mobilidade Urbana

Data de inclusão: 06/12/2017 14:04

Na noite de terça-feira (05), no auditório do Centro de Vigilância Sanitária de São Bento do Sul, foi realizada a audiência pública que visa elaborar o Plano de Mobilidade Urbana do município. Os vereadores Jairson Sabino (PSDB), Nivaldo Bogo (PMDB), Marco Redlich (PP), o vice-prefeito Marcio Dreveck e demais representantes das entidades empresariais, sociais e de entidades educacionais, compareceram na audiência. As assessoras parlamentares Adriane Rujanowsky e Terezinha Dibas, representaram os vereadores Fernando Mallon (PMDB) e Jaime Ferreira de Lima (PSDB).

Conforme institui a Lei n° 12.587/2012, os municípios com mais de 20 (vinte) mil habitantes, deverão ter o seu Plano de Mobilidade Urbana. A lei estabelece ainda, diretrizes da Política Nacional da Mobilidade Urbana, e visa uma melhoria de acessibilidade e integração dos diferentes modos de transporte, que é fundamental para nortear futuros investimentos. A Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo, conta com o apoio técnico da UFSC – Universidade Federal de Santa Catarina e da AMUNESC – Associação dos Municípios do Nordeste de Santa Catarina, para elaboração do Plano de Mobilidade Urbana Municipal. Essa foi a primeira audiência pública realizada para tratar deste tema.

O secretário Municipal de Planejamento e Urbanismo, Luiz Claudio Schuves, falou sobre o objetivo do Plano de Mobilidade Urbana e, destacou sobre os estudos necessários para conclusão do plano. “Nós realizamos uma coleta de dados em determinados pontos em nosso município. Precisamos pensar em meios para facilitar a trafegabilidade das pessoas, ciclistas, transporte coletivo entre outros. O nosso relevo e topografia, faz com que nossa cidade tenha essa peculiaridade no trânsito”, destacou Schuves, durante a abertura da audiência. O secretário ainda falou do transporte público municipal. “A partir do segundo semestre do ano que vem, será realizada a licitação para outorga do transporte público em nossa cidade. Antes de se elaborar o processo para outorga, devemos planejar, estudar, para proporcionar um transporte público de qualidade aos nossos munícipes”, evidenciou.

O vereador Jairson Sabino, durante a audiência, relatou dos problemas ocasionados pelas calçadas estreitas no perímetro central, que é um dos fatores que devam ser enfrentados pela administração pública. “As calçadas estreitas no perímetro central, dificultam a trafegabilidade. Muitas vezes caminhando pelas calçadas, nos deparamos com postes e árvores, como um cadeirante transitará?”, relatou Sabino. Outro ponto levantado pelo parlamentar, foi em relação a outorga do transporte público. “A outorga do transporte público venceu no último ano da administração passada. Essa outorga foi concedida por 20 anos, e oque foi feito nesse período, para chegar nesse estado? Precisamos trabalhar para que o transporte coletivo seja de qualidade, para melhorar a qualidade de vida a nossos munícipes”, desabafou Sabino, durante a audiência pública.

O presidente do Partido Progressista, vereador Marco Redlich, mencionou da necessidade de descentralizar à administração pública. “Precisamos tirar o foco da região central. Desta forma, reduzimos a quantidade de pessoas que transitam por essa região. Precisamos deixar o trânsito mais leve. Uma das formas que devemos estudar, é a retirada das vagas de estacionamento na região central, pois desta forma, sobra mais espaço para ciclistas, pedestres e condutores, tornando a cidade mais convidativa”, frisou Redlich. O parlamentar ainda falou da ideia de transformar algumas vias, a exemplo como o da cidade de Curitiba, que é organizada em eixos. “Se transformarmos algumas vias em eixos, a exemplo de Curitiba e Joinville, iremos desafogar o fluxo. Devemos ter prioridades, e os pedestres e ciclistas, devem ser a nossa”, explicou Marco Redlich.

O vereador Nivaldo Bogo, durante a fase de sugestões de ideias ao Plano de Mobilidade Urbana, destacou exemplos que devam ser seguidos pela administração pública. “Devemos nos espelhar em cidades como Copenhague – Dinamarca. Lá, em uma cidade que tem mais ou menos 558 mil habitantes, 85% da população, se locomove por bicicletas. São culturas e realidades diferentes, mas precisamos gerar a nossa população, formas que possibilitem se locomover em outros meios de transporte”, argumentou Bogo. O parlamentar ainda explica que deve ser estudado meios, no intuito de deixar o transporte público mais convidativo à população. “Precisamos pensar em formas de estimular as pessoas a usarem o transporte público. Desta forma, estamos falando em uma melhora na mobilidade urbana. Em 2030, prevê que a população seja de 60 % na zona urbana, e 40% na zona rural. Em 2050, prevê uma população de 75% nos centros urbanos, e 25% na zona rural. Então, devemos pensar em meios de locomoção, que fluam melhor e, o transporte coletivo, é uma das soluções”, frisou Bogo.

De acordo com o secretário Luiz Claudio Schuves, as ideias sugeridas na audiência, serão analisadas e estará na pauta de discussões das comissões responsáveis pela elaboração do Plano de Mobilidade Urbana. “As ideias serão analisadas pelas comissões. Quando falamos em mobilidade urbana, indexamos estudos e análises. Após a fase de estudos e realizações de mais audiências públicas, elaboraremos o projeto a ser enviado à Câmara de Vereadores, que será através de Lei”, revelou Schuves, durante a audiência pública.

Assessoria de Imprensa
Câmara de Vereadores de São Bento do Sul

Imagens relacionadas

Assista a
Sessão Ao Vivo
Assista as
Sessões Gravadas
Portal da
Transparência
Conheça os
Vereadores
Pauta das
Sessões
Matérias
Legislativas
Endereço e
Localização
Rua Vigando Kock, 69
Bairro: Centro
São Bento do Sul (SC)
CEP: 89280-367

Telefone

(47) 3633-4446
Todos os direitos reservados © 2015 - Câmara de Vereadores de São Bento do Sul